quinta-feira, 14 de setembro de 2017

PROJETO DE LEITURA

CRECHE E PRÉ ESCOLA MUNDO FELIZ



ORGANIZADORAS:
Maria Perpétua Simplício (Diretora)
Revelucia de Paiva Freitas (Coord. Pedagógica)


Riacho da Cruz/RN
Setembro a Outubro de 2017



PÚBLICO ALVO: Crianças da Creche e Pré Escola Mundo Feliz – Riacho da Cruz/RN

TURMAS CONTEMPLADAS:                  
# BERÇÁRIO 2
# MATERNAL 1 “A e B”
# MATERNAL 2 “A e B”
# PRÉ -1 “A e B”
# PRÉ -2 “A e B”                                                              

TURNOS:  Matutino e Vespertino

COLABORADORES:
# Professora Rita Costa
# Professora Maria Rita
# Professora Zenilda Andrade
# Professora Irismar Costa
# Professora Lúcia Soares Paiva
# Professora Rita de Cáscia Borges
# Professora Meri Regiane
# Professora Lucivania de Oliveira Chagas
# Professora Celineide Freitas
# Aux.: Ildevania Rocha
# Aux.: Liane Kelma
# Aux.: Claret Janikelly
# Aux.: Gildekátia Freitas
# Aux.: Elciana de Oliveira
# Pais/Mães/Responsáveis de alunos
# Secretaria Municipal de Educação

DURAÇÃO DO PROJETO: Mês de Setembro a Outubro de 2017

CULMINÂNCIA DO PROJETO: 27 de Outubro de 2017

JUSTIFICATIVA:
A leitura tem o poder de transformar vidas, influenciar atitudes e revolucionar a forma de expressão de um povo. O indivíduo que sabe fazer uma leitura adequada não apenas do livro, mas do mundo a sua volta através do entendimento daquilo expressado na escrita influencia todos ao seu redor.
 O hábito da leitura deve ser estimulado desde a infância para que o indivíduo aprenda que ler é algo importante e, acima de tudo, prazeroso.
A formação de crianças leitoras começa muito cedo, sendo a família a primeira instituição a promover e a colaborar nessa formação. Alguns estudos põem em evidência o papel desempenhado pela família da criança, na formação do gosto pela leitura e de hábitos de leitura.
Portanto a nossa meta durante este período é colocar a criança em contato direto com o mundo mágico da leitura, oportunizando-lhes não apenas obtenção de informações necessárias hoje e em seu futuro, mas proporcionando-lhes o prazer da descoberta através dos diversos tipos de textos trabalhados em cada sala de acordo com a faixa etária de cada um deles.
Pensando assim, desenvolveremos este projeto com o apoio da família das crianças da Creche e Pré Escola Mundo Feliz, sob a Coordenação Pedagógica da professora Revelucia de Paiva Freitas durante este período de Setembro a Outubro do ano de 2017. Assim sendo necessitamos da ajuda do adulto ou de criança já leitora, pois estes podem ser um intermediário afetivo, entre a criança/aluno e o texto, tornando deste modo o momento da leitura num momento de grande sensibilidade e de grande ternura.
Durante o desenvolvimento deste Projeto: Contos para Criança Ler, Ouvir e Sonhar! Contaremos com o apoio da família, pois esta deve promover e facilitar o contato da criança com o livro e com outros materiais impressos, despertando nela o desejo e a curiosidade de ler e fazendo da leitura uma rotina de prazer.
É comum algumas pessoas dizerem que não têm paciência para ler um livro, no entanto, é tudo uma questão de hábito, de transformar a LEITURA EM PRAZER. Vale lembrar que, além dos livros didáticos, previstos em diversas etapas dos estudos, é importante buscar outras obras de interesse, independentes do conteúdo.
O diferencial deste projeto está em levar para a casa da criança, um material adequado á sua leitura, com isto fazer com que os pais também se envolvam com a atividade, visando proporcionar momentos agradáveis a toda a família, e espero também motivar a leitura em família

OBJETIVO GERAL:
  Aproximar as crianças do universo escrito e dos portadores de escrita (livros animados e revistas) para que elas possam reparar na beleza das imagens, relacionarem textos e ilustrações, manifestar sentimentos, experiências, ideias e opiniões.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
  Levar o livro até a família e desenvolver o interesse das crianças pela leitura;
  Proporcionar situações de leitura compartilhada definindo preferências e construindo critérios próprios para selecionar o que vão ler.
  Fazer com que construam o hábito de ouvir e sentir prazer nas situações que envolvem a leitura.
  Familiarizá-los com histórias e ampliar seus repertórios.
  Observação e manuseio de livros.
  Desenvolver na criança a facilidade de se expressar em público, inicialmente, perante aos colegas de sala.
  Incentivar a família a ler alguma coisa para eles em casa.
  Realizar leitura de imagens.
  Levar a criança a interpretar o que ouve, responder de maneira lógica ao que lhe é perguntado e desenvolver o pensamento lógico e sua expressão;
  Provocar o gosto pela diversidade textual;
  Permite ás crianças ampliar seu vocabulário e seus conhecimentos sobre os diversos títulos (leitura) que ouviu;

PARCEIROS:
  Professores
  Auxiliares
  Coordenador Pedagógico
  Direção
  Família das crianças da Creche e Pré Escola Mundo Feliz




METODOLOGIA:
Realizar uma reunião para fazer a apresentação do projeto aos pais/responsáveis pelas crianças da Creche;
Haverá Malas de Leitura por sala de aula, confeccionadas de tecidos para que sejam levadas pelas crianças para casa, com diferentes livros de histórias e uma ficha de registro para que os familiares auxiliem nas respostas;
Cada dia a professora seleciona as crianças por ordem de chamada do diário que deverão levar a maleta para casa e no dia seguinte a mesma deverá trazer a maleta de volta para que outra criança possa levá-la;
O projeto será norteado pela literatura infantil, que serão previamente selecionados pela equipe pedagógica da creche com o intuito de oferecer livros com bons textos, com gravuras que possibilitem o encantamento, enfim, livros que possuam conteúdos de qualidade e de acordo com cada faixa etária dos alunos;
Em casa, com a ajuda da família a historia será contada a ele, o registro pode ser feito pelos pais ou pelos alunos com desenhos, montagens, colagem ou alguma outra forma criativa que ele preferir;
Depois na sala de aula, o aluno poderá apresentar para os colegas o livro que levou, a professora pode ler o registro se quiser para a turma e desenvolver atividades (fica a critério de cada professor).

CONCLUSÃO

Não existe uma receita pronta para despertar nos alunos o prazer pela leitura. O educador precisa usar sua sensibilidade, tendo em mente que cada situação tem aspecto muito particular e valorizar o processo e não o resultado.
Nesse sentido, a presente proposta propõe, para que a leitura seja algo incentivador e que seja capaz de efetivar atividades prazerosas, possibilitando desenvolver o hábito da leitura nas crianças, é necessário que o professor leve a diversidade textual, vinculados em diferentes tipos, ou seja, livros, jornais, revistas, manuais, pois assim as crianças podem ter contato com diferentes textos desde os anos iniciais da Educação Infantil.
Ensinar a ler e escrever, apesar de todos os problemas que as escolas enfrentam continua sendo a função principal de tal instituição e deve acontecer de forma natural, por meio da realidade. A principal função do educador é levar as crianças a lerem com entusiasmo e sentirem-se realizados com o que lêem, buscando na sua imaginação um novo contar histórias, uma vez que a importância do professor na formação de leitores é tão importante quanto à presença dos pais no momento de ensinar a criança a dar os primeiros passos.
Deve-se conduzir com amor, serenidade e acima de tudo, demonstrando pouco a pouco a importância desse passo para o desenvolvimento de sua criatividade.
Afinal, o professor serve como modelo de leitor para as crianças, por isso ele deve permitir que a criança leia durante as aulas, proporcionando aproximações das crianças com este conhecimento e declarando a importância do mesmo.
É necessário que a escola, professores e pais estabeleçam uma proposta de incentivo à leitura na vida diária da criança, a fim de que encontre nesta o meio de obter o conhecimento, as informações, o prazer e o gosto pela leitura, possibilitando o desenvolvimento de leitores eficientes e escritores eficazes, capazes de produzir livros renovados na sociedade atual.

AVALIAÇÃO
Por meio de registros de atividades que acontecerá no decorrer do projeto;

CULMINÂNCIA
Exposição dos registros pelas crianças e apresentações em palco de um livro escolhido pelas professoras.

CRONOGRAMA
Durante o período de Setembro e Outubro de 2017, podendo seguir com o projeto nos anos seguintes.






























REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Secretaria da Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998. v. 3. 269p.

http://www.lipitipi.org/2012/01/projeto-mundo-da-leitura-ideia-criativa.html

KLEIMAN, A. Oficina de leitura: teoria e prática. 10. ed. Campinas, SP: Pontes, 2004. 102p.

TEBEROSKY, A.; COLOMER, T. Aprender a ler e a escrever: uma proposta construtivista. Porto Alegre: Artmed, 2003. 191 p.





Nosso Projeto de Leitura: Contos para Criança Ler, Ouvir e Sonhar! visa desenvolver em nossas crianças o gosto pela leitura mesmo que ainda não estejam alfabetizados. Pedimos a participação dos senhores pais e ou responsáveis interagindo junto a criança. Dessa forma, vocês deverão contar (ler) o livro para ela.
Após a leitura o adulto deverá preencher uma ficha e auxiliar a criança a preencher a outra, ela deverá desenhar as informações na Ficha de Leitura (desenhar sozinho(a)), da forma que entendeu e ouviu. No dia seguinte, a criança deverá levar a mala para a creche e contar para os colegas sobre o livro.
A criança estará levando para casa uma maleta com:


A família deverá verificar se a maleta está completa, com todos os objetos, antes da criança levá-la de volta para a creche. A família ou os responsáveis pela criança será responsabilizado pela perca, extravio ou estrago dos objetos da maleta que está conduzindo.
Contamos com a participação, colaboração e empenho dos senhores pais ou responsáveis para o sucesso do nosso projeto.
Colaboradoras: Professores da CPMFELIZ

ORGANIZADORAS:
Maria Perpétua Simplício Ribeiro                 Revelucia de Paiva Freitas
             Gestora                              Coordenadora Pedagógica
RIACHO DA CRUZ/RN - 2017  





ORGANIZADORAS:


_______________________
Maria Perpétua Simplício Ribeiro
(Gestora)

______________________
Revelucia de Paiva Freitas
(Coordenadora Pedagógica)




RIACHO DA CRUZ/RN
2017









sábado, 12 de julho de 2014

Colação de Grau 2013, certificação simbólica das etapas de aprendizagem na pré-escola

A colação de Grau das turmas do Pré-Escolar é uma forma de laurear as crianças pela conquista da aprendizagem e celebrar a transição do aluno da educação infantil para o ensino fundamental.  Anualmente realizamos este evento na Creche e Pré-Escola Mundo Feliz, com a participação de toda comunidade.  

Veja o álbum dessa grande celebração.






















quinta-feira, 10 de julho de 2014

ATITUDES SIMPLES COM AS CRIANÇAS AJUDAM PAIS E PROFESSORES NA FORMAÇÃO DA PERSONALIDADE HUMANA.

A Criança e os Mimos
Autora: Anne Marie Lucille 
Educar com Mimos é Domesticar sem Tino
"Se competir é o único caminho que nos conduz à felicidade, então, viver em paz será impossível..."

Será que toda inutilidade que sabemos para nada servir, isso também precisamos ensinar para as crianças?
Uma criança necessita de atenção, carinho e cortesia no trato, de quem quer que seja, e especialmente respeito. Respeito é simplesmente ter o cuidado e a consideração de não contaminá-la com nossos vícios, manias e maus hábitos. 
Sim, nós somos os contaminadores, uma vez que elas, psicologicamente falando, ao nascerem, ainda não são nada, não têm personalidade, costumes, sequer pensam de forma lógica. Suas mentes estão vazias, lá não existem memórias, nenhum repertório de suas experiências de vida, e sem isso, não são capazes de pensar, ao menos de forma lógica, analógica e consciente. 
Mas, logo nos encarregamos de preenchê-las com aqueles nossos caracteres que consideramos mais preciosos, ou seja, nossas vaidades, crendices e crenças religiosas, superstições, medos, paranoias, fanatismo, desejos e preferências mais bizarras. Isso ocorre porque somos uma maioria cuja convicção é de que podemos, na verdade de que temos o dever ou a missão divina, de refazer o mundo de conformidade com nossa imagem e semelhança. 
Observe o que motiva um corrupto, se não é a satisfação por ganhar alguma coisa, de ser cortejado com inúmeros agrados, de sentir-se poderoso pelo assédio dos bajuladores, um séqüito de adoradores, também corruptos, sempre à espreita de uma oportunidade para receberem algum favor, de preferência sem nenhum esforço.
Imagine se existisse uma maneira de tornar nossa vida mais fácil, confortável, ainda mais quando essa condição, para ser conquistada, não iria requerer de nossa parte quase nenhum esforço. Não seria preciso nenhum esforço pessoal, pois, chegaria até nossas mãos, numa bandeja dourada, em forma de presente, com todas as honrarias.
          Se pudéssemos, com poucas palavras traçar o perfil íntimo de um corrupto, o que teríamos pela frente? Bom, este deveria ser alguém que já sai de casa na expectativa de trazer da rua um pacote sempre crescente de vantagens. Um homem que desconhece a ética, um fiel partidário da lei do menor esforço, um indivíduo que está sempre disposto a mentir sem nenhum pudor, se o propósito for atingir suas metas de realização pessoal.
          Quando uma criança é tratada como mimos exagerados, quer dizer presentes e todo um aparato de agrados para que cumpra seus deveres regulares, ela está diante das mesmas condições que motivam também um corrupto. Presentes para escovar os dentes, para ir à escola, para ir dormir cedo, para pentear o cabelo, para não embirrar com os irmãos. Então, que tipo de mensagem estamos inserindo na personalidade desse jovem?
            Criança precisa de educação, zelo e respeito, toque e carinho, disciplina ordenada, que é o sentido de organização pessoal. Criança precisa aprender desde cedo o sentido da vida, o sentimento de solidariedade, mas não a solidariedade do dar para receber em dobro. Criança precisa sim, descobrir o que é a amizade, praticar respeito porque vivenciou isso, porque aprendeu que é a coisa certa, e não porque está escrito em algum livro sagrado. 
Quando observamos o comportamento dos nossos jovens, a leitura que fazem do nosso mundo, do nosso modo de vida, do qual são partes integrantes e atuantes, logo se percebe que alguma coisa está errada, ou incompleta. Não precisa ser muito perspicaz para perceber isso. Um mínimo de inteligência já basta. Se ainda assim você não for capaz de perceber isso, a lavagem cerebral que te fizeram extrapolou os limites da deformação mesológica, de onde coletamos a maioria dos traços do nosso comportamento. 
E há toda uma cultura instituída de que criança precisa de agrados exagerados, que em seu mundo tudo deve ser permitido, e isso inclui as birras, os erros, mesmo os intencionais, até como forma de evitar que sofram constrangimentos, caso sejam repreendidas. É crença de que tais intervenções, depois, possam se transformar em traumas psicológicos sérios. No entanto, deixá-las em frente a um aparelho de televisão, que transmite o dia inteiro, coisas bizarras, violência sem limite ou utilidade, conteúdos capazes de perturbar até um adulto centrado, paradoxalmente, isso é permitido, apoiado, considerado sem ressalvas como material didático de valor cognitivo. 
Assim, alertar para um erro que eventualmente venham a cometer é considerado coisa capaz de lhe causar traumas. Mas, assistir novelas com tramas espúrias, de uma realidade absurda, onde a deformação social é uma coisa natural, isso é considerado edificante e até debatido em círculos de pais e professores como exemplificação saudável dos novos comportamentos.
Onde está a falha? E se a falha estiver em nosso modo de enxergar essa coisa, de aceitar essa manipulação de maneira transigente, como religiosos fanáticos que se recusam a pensar, e simplesmente se deixam conduzir por gurus inescrupulosos, para o abismo, crentes de que do outro lado das trevas existe um paraíso, que foi construído especialmente para lhes servir, para atender suas carências mais infames? 
Há diferença entre eles e nós? Tais promessas não lembram os mimos? Existe presente, compensação ou recompensa maior que essa? 
Sabemos bem como a indústria, o mecanismo social que criou a ideia do dar e receber presentes, e agrados, cada vez se firma como uma instituição sólida. Tornou-se uma religião, uma doutrina de vida, faz parte de todas as tradições, de todos os povos, em todos os tempos. Mas, paradoxalmente, ao invés de um aumento da cordialidade e respeito entre os indivíduos, vemos cada vez mais antagonismo, relacionamentos em crise, o fim do sentido real de confraternização, e se ampliam os conflitos. Fica evidente que há uma falha grave em nosso modo de tratarmos tudo .Então, para uma criança, cuja mente ainda carece de lastro, de experiência de vida para ser então capaz de discernir sobre a complexidade do viver correto e tudo mais, o que significa para ela ganhar presentes, mesmo que seja como uma forma de incentivo, para que cumpram seus deveres mais óbvios? 
Trata-se de um modo institucionalizado de convencê-la, muitas vezes, a cumprir algo, contra sua vontade e desejo espontâneo. Convencer é o mesmo que forçar, logo, embora ela não interprete como tal aquele gesto, é sem dúvida uma forma de corrupção. Fazer algo contra sua vontade, só é possível através de compensações, ou agrados vantajosos. 
Ocorre que, quando se aproximam dos três anos de idade, quando já são capazes de compreender as coisas, nessa etapa, carecem de organização pessoal e disciplina. Essa responsabilidade não é de mais ninguém, logo não existem outros culpados. E essa ausência de uma cognição adequada, que conduz à indisciplina, pode torná-la indolente, preguiçosa, dependente em demasia dos outros, daí a necessidade de obrigá-la, por força de agrados, a cumprir seus deveres mais elementares.
Direitos e deveres, esta matéria, deveria ser a primeira em todo processo cognitivo, isso já desde os primeiros anos de vida. Na vida real, dentro das sociedades organizadas, os parasitas são aberrações, deformidades que causam desequilíbrio e representam uma ameaça concreta à harmonia entre indivíduos. Assim, ensiná-las desde cedo como a coisa funciona, é dever dos pais, e depois, tudo isso deveria ser reforçado pelos educadores, em sala de aula. 
É assim que tudo funciona, um ajudando o outro, e jamais, uns explorando os outros. Compreender essa regra básica é o primeiro passo para a autodisciplina. Disciplinada, a criança não precisará de agrados extras para cumprir suas obrigações, e assim estará livre da sombra da corrupção, seja da parte dos pais, ou parentes, que veem nos mimos e presentes uma forma de controle. Mas não percebem que se trata de um gesto corruptor, com nefastas consequências. 
E as crianças logo ficam viciadas em mimos e compensações. E toda sociedade patológica incentiva à prática. E existem as datas festivas, e eventos de toda natureza, que reforçam e reafirma o hábito. Viciadas em receber para dar alguma coisa, até um sorriso, o que podemos esperar das sociedades futuras? Qual será o caminho natural de alguém já corrompido, senão repassar aquilo que aprendeu e pratica, para seus sucessores?
Se o mimo e carinho, que quer significar afeto, desde que seja coisa gratuita, é para nós uma forma válida e correta de se educar, as compensações corruptoras não o são. A regra é simples, esse mesmo mimo, quando se transforma em pagamento, torna-se para elas uma fonte de futura dependência. 
Devemos nos lembrar que, naquela mente, ainda em formação, não existe nenhum conceito de regras sociais, nem a ideia do errado ou certo, ou qualquer outra coisa. Aquela pequena psique, ainda sem nada escrito em seu roteiro existencial consciente, já sabe, por instinto, a exemplo dos animais irracionais, o que é bom para ela. Bom, significa que aquilo é necessário à sua sobrevivência.
E sobreviver significa simplesmente: se não me favorece deve ser evitado, mas se ao contrário, favorece, deve ser aceito e cultivado. Mas, ela ainda não possui conceitos sobre ética, sobre comportamento incorreto ou correto, sobre valores, e todos esses vícios e manias que já conhecemos bem. 
Mimo, o carinho espontâneo, é coisa válida, lhe proporciona a sensação de segurança, aumenta sua autoconfiança, sensibilidade, melhora a qualidade da sua cognição, e para isso, presentes são necessários. 
No entanto, nós criamos algo novo, um tipo de autocorrupção, o conhecido processo do dar para então receber. E todo nosso modo de vida está centrado nessa deformação que acabou por se transformar num verdadeiro axioma. É dando que se recebe. E até nos livros sagrados isso se tornou um mandamento, um preceito existencial. Assim, até para sorrir, a criança passa a receber compensações, e doravante, nenhuma ação praticada em sua vida terá mais uma conotação espontânea, gratuita.
Nós lhes ensinamos tudo isso, elas não nasceram assim. Depois, já crescidas, quando se tornam egoístas, competitivas, dispostas a destruir seus semelhantes na simples defesa de um ponto de vista, como moscas desorientadas, ficamos a nos perguntar, “onde será que falhamos?”. 
Nós lhes ensinamos, desde cedo, que nada deve ser feito sem que exista uma contrapartida. Trata-se da regra básica de todas as sociedades: é dando que se recebe. Está lá, em nosso manual básico de vida na terra.
A criança não precisa ser corrompida para cumprir suas obrigações, precisa sim, ser esclarecida e instruída para não se corromper. Isso se faz simplesmente não a corrompendo com os fáceis agrados de toda vida. Já crescida, consciente das coisas, que mal há em lhes darmos um presente, sem motivo, sem ocasiões especiais, sem cobrança de coisa alguma, sem estar vinculado a nenhum mérito?


                      http://sitededicas.ne10.uol.com.br/crianca-e-mimos2.htm

terça-feira, 8 de julho de 2014

COMENTÁRIOS FEITOS EM NOSSAS PUBLICAÇÕES



Adorei, estava procurando algo assim para fazer os relatórios das minhas crianças do berçário. Obrigada. em SUPER DICAS DE AVALIAÇÃO PARA BERÇÁRIO
em 10/06/14
sandra regina
em 01/06/14
Amei seu projeto!!!! bjos e que Deus te abençoe!!! em Projeto meio ambiente e Reciclagem
Jéssika de Almeida
em 01/05/14
Ficou muito fofo seu blog sobre o dia das mães, amei muito e quero contribuir com o crescimento dele completando com essas postagens, espero que goste. LEMBRANCINHA DIA DAS MÃES Lembrancinha para o dia das mães Dia das mães - Flores com bala goma Lembranças dia das mães chaveirinho ATIVIDADES DIA DAS MÃES Atividades dia das mães Atividades dia das mães educação infantil Atividades dia das maes alfabetização Sugestoes de atividades dia das mães CARTÃO DIA DAS MÃES Cartão dia das mães Cartão dia das mães para imprimir Cartão dia das mães para pintar em Projeto dias das Mães - Profa. Revelúcia
em 22/04/14
Amei as sugestões que Deus de sabedoria para nos ajudar mais e mais em Socializando a proposta pedagógica da Creche e Pré-escola Mundo Feliz
em 19/04/14
em 19/04/14
seu projeto está demais, me ajudou muito,vou adaptar para a minha turma.bjos em Projeto meio ambiente e Reciclagem
Anônimo
em 09/04/14
Há algum tempo vinha pesquisando um documento que nos norteasse mediante a elaboração da nossa proposta pedagógica para proinfância, e desde 2011 estamos construindo por parte este documento, e esta maravilhosa proposta de riacho da cruz pode contribuir e muito para o fechamento de ideias da equipe da Semec. Parabéns pelo belíssimo trabalho. em Socializando a proposta pedagógica da Creche e Pré-escola Mundo Feliz
Anônimo
em 08/04/14
oOI QUERIDOS PARABENS PELO TRABALHO NÃO SOU PROFESSORA MAS ADORO O TRABALHO DE VCS QUE DEUS CONTINUE ILUMINANDO TODOS VCS PROFESSORES .... em O centenário de Vinícius de Moraes é comemorado na Creche e Pré- Escola Mundo Feliz com a realização de musical de seus poemas infantis.
Anônimo
em 01/03/14
Quero parabenizar pela coragem e pela obsessão do acreditar nas ideias e nas ações do fazer, fazendo e acima de tudo buscando orientação e encaminhamento para um bem estar social, pois, o futuro destes pequenos que fará a diferença para um mundo melhor. em PROJETO: EDUCANDO E PRODUZINDO HORTALIÇAS NA ESCOLA
em 11/02/14
Muito lindo o trabalho desses educadores. Só amor pelo que fazemos mostra a diferença!!! Parabéns a todos. em Mostra de algumas das atividades executadas na rotina pedagógica da Creche e Pré-Escola Mundo Feliz
Iracema
em 08/01/14
Adorei a proposta, me tirou muitas dúvidas na elaboração de minha proposta. em Socializando a proposta pedagógica da Creche e Pré-escola Mundo Feliz
Anônimo
em 02/11/13
Margarete
em 01/11/13
em 29/10/13
Parabéns pelo trabalho, Recreadora muito desempenhada, siga sempre assim, Itamara você terá um futuro brilhante, juntamente com seu irmão e auxiliar, Idalecio ... que as vezes lhe faz raiva, mas sempre tem um bom resultado. Abraço. Parabéns. emRecreação infantil na Creche e Pré-escola Mundo Feliz, atende as contribuições teóricas froebeliana
Anônimo
em 23/10/13
em 20/10/13
Mais uma vez seu blog me ajudou bastante, sou sua fã numero 1 Veja também: ATIVIDADE MEIO AMBIENTE 1° AO 5°ANO Atividades meio ambiente 1° ano Atividades meio ambiente 2° ano Atividades meio ambiente 3° ano Atividades meio ambiente 4° ano Atividades meio ambiente 5° ano DESENHOS PARA COLORIR E PINTAR Desenhos para colorir meio ambiente Desenhos para colorir reciclagem Desenho para colorir sobre poluição em Projeto meio ambiente e Reciclagem
em 20/10/13
Amei seu blog é muito fofo e me ajudou bastante Veja também: ALFABETIZAÇÃO Atividades de alfabetização para imprimir Alfabeto colorido para imprimir Alfabeto turma da mônica ilustrado FAMILIAS SILÁBICAS Famílias silábicas ilustradas Famílias silábicas coloridas para imprimir Atividades famílias silábicas Cartazes com todas as famílias silábicas VOGAIS Vogais para cobrir (Caligrafia) Vogais ilustradas Exercícios com as vogais para imprimir Atividades para o EJA feitas para imprimir em Plano de aula da letra H envolvendo os eixos de trabalho - Pré II
em 14/10/13
Amei seu blog é muito fofo e me ajudou bastante Veja também: Atividades de artesanato na escola Diversas atividades de artesanato Como desenhar animais passo a passo Artesanatos com rolo de papel higiênico Artesanato feito com caixa de leite Artesanato com folhas secas Artesanato com CD usado Artesanato com pregadores de roupa Fantoches com pregador de roupa Atividade desenhando com as mãos Arte com as mãos com tinta guache em Crianças do Maternal I manipulam tinta guache no cantinho da Arte
em 14/10/13
Adorei a Proposta, pois, me ajudará e muito! Na escolha dos livros que terei de ler para elaborar a minha. em Socializando a proposta pedagógica da Creche e Pré-escola Mundo Feliz
Anônimo
em 12/10/13
Anônimo
em 12/10/13
Amei o blog!! Ideias lindas e criativas!!! Parabéns!!!Pesquisas relacionadas a artesanato artesanato passo a passo Artesanato com tinta guache Atividades desenhando com as mãos Fantoches com pregador de roupas Artesanato com pregador de roupa Artesanato com cd usado Artesanato com folhas secas Artesanato com caixa de leite Artesanato com rolo de papel higienico em Nesta terça-feira, a aula de Artes do Maternal II aconteceu no Cantinho da Arte
em 05/10/13
Pesquisas relacionadas a familias silabicas Familias silabicas para imprimir Familias silabicas atividades Familias silabicas ilustradas Atividades de alfabetização Vogais Ilustradas Atividades vogais Familias silabicas coloridas em plano de aula: letra B e sua família silábica
em resposta a ADOREI ESSE PLANO!, por Anônimo.
em 30/09/13
Anônimo
em 10/09/13
Também adorei o projeto.É muito rico em ideias,vou tentar adaptar para b1 Wedja Silva Aguiar Rocha. em Projeto meio ambiente e Reciclagem
Anônimo
em 04/08/13
Muito bom esse projeto. Parabéns!! Me ajudou muito. em Projeto meio ambiente e Reciclagem
em 27/07/13
amei,muitissimo obrigado pela ideia, vai me ajudar bastante na hora de fazer o meu. brigadoooooooo em plano de aula: letra B e sua família silábica
em 12/07/13
em 07/06/13
Parabéns pelo belíssimo trabalho. Amo essa família (creche e Pré Escola Mundo Feliz). Saudades. em Alunos da Creche e Pré- Escola Mundo Feliz participaram da campanha Faça Bonito contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.
em 26/05/13
adorei todas as atividades em plano de aula: letra B e sua família silábica
ana paula
em 21/05/13
Era mesmo o que eu procurava. Amei!!! Beijos em plano de aula: letra B e sua família silábica
Anônimo
em 06/05/13
Agradeço a este Blog pelas felicitações a mim enviadas. Meus agradecimentos a todos que fazem a Creche e Pré escola Mundo Feliz. Muito obrigada! em As felicitações de hoje do Blog vai para a Diretora da Creche e Pré-Escola Mundo Feliz, Maria de Fátima Araújo.
Anônimo
em 06/05/13
Estamos aqui por amor a educação e lutaremos sempre para oferecer uma educação de qualidade. em EDUCAÇÃO INFANTIL RESGATA A CULTURA INDÍGENA JUNTO AOS PEQUENOS
em 22/04/13
De mãos dadas firmes e fortes fazemos o possível e o impossível para todas essas crianças fiquem felizes e com uma boa educação... para terem um futuro brilhante... IDALECIO SOARES (DIGITADOR) em EDUCAÇÃO INFANTIL RESGATA A CULTURA INDÍGENA JUNTO AOS PEQUENOS
Anônimo
em 22/04/13
Está faltando a sala de Elciana... abraço. em EDUCAÇÃO INFANTIL RESGATA A CULTURA INDÍGENA JUNTO AOS PEQUENOS
Anônimo
em 22/04/13
Muito criativo,cada dia aprendo mais,obrigada ! em plano de aula: letra B e sua família silábica
Anônimo
em 18/04/13
amei, muito bom!! vou colocá-lo em prática com minha turminha, beijoss! em plano de aula: letra B e sua família silábica
em 05/03/13
ADOREI ESSE PLANO! em plano de aula: letra B e sua família silábica1 respostas.
Anônimo
em 17/02/13
Obrigada, pela interação. Fiquei feliz por vc. mencionar que o conteúdo sobre rotinas pedagógicas de certa forma, contribuiu para a sua atuação na educação infantil. Essa rotina foi implantada o ano passado. Foi elaborada com base na pesquisa realizada pela a autora Maria Carmen Silveira Barbosa, que tem como objeto de pesquisas as rotinas na educação infantil. Ao concluir, a autora sugere uma ressignificação nas rotinas escolares. Então, a coordenação ( Ilza e Fátima) em análise de o conteúdo do livro ( Por Amor e Por Força Rotinas na educação Infantil) da supracitada autora, partimos então, para a construção da nossa rotina pedagógica. Todos os educadores aprovaram e colocaram em prática. Continuaremos este ano com a mesma, sem nenhuma alteração. A rotina como categoria pedagógica visa valorizar o tempo a planejar o pedagógico e fazer a criança sistematizar o conhecimento através sequencialização de atividades de forma rotineira. Não a vejo como forma estanque e fragmentada uma em Plano de Coordenação Pedagógica
em resposta a Bom eu amei essa rotina para a sala pois como será a primeira vez que trabalho com a ed. infantil preciso me informar de como é uma rotina da ed. infantil, e essa rotina a cima já me ajudou bastante. Gabriele São Pedro da Aldeia. RJ, porAnônimo.
em 11/01/13
Bom eu amei essa rotina para a sala pois como será a primeira vez que trabalho com a ed. infantil preciso me informar de como é uma rotina da ed. infantil, e essa rotina a cima já me ajudou bastante. Gabriele São Pedro da Aldeia. RJ em Plano de Coordenação Pedagógica1 respostas.
Anônimo
em 28/12/12
Parabéns a todas as crianças que fazem a Creche e Pré-escola Mundo Feliz. ( Fátima Araújo-Diretora) em Neste dia 12 de outubro, parabenizamos todas as crianças desta Instituição pela pssagem de seu grande dia.
Anônimo
em 13/10/12
Anônimo
em 19/07/12
olha minha fofinha LuninhA dançando a quadrilha em Creche realiza festa junina com verdadeiro sucesso
em 26/06/12
Parabéns, é assim que se faz educação, com empenho, criatividade e amor pelo que faz. Considero uma excelente profissional. em O ensino através de projetos pedagógicos já faz parte da metodologia, utilizada no ensino infantil da Creche e Pré-Escola Mundo Feliz.
em 05/06/12
Bruno em 05/06/12



Queremos agradecer a todos os visitantes do nosso blog e em especial aqueles que aqui postaram seus comentários, queremos que saibam que somos muito gratos e que são vocês que nos dá forças para sempre buscar desenvolver um trabalho digno de qualidade pautado em teóricos da educação sócio interacionista, visando uma prática pedagógica coerente com os desafios propostos pelo sistema educacional da atualidade.
NOSSO MUITO OBRIGADA, SUA VISITA NOS HONRA!